31 Caraterísticas da Esposa de Caráter Nobre: Ela é consistente

Característica # 5 – Ela é consistente

Definição

Consistente –  1. Estar de acordo; compatível; não contraditório: Suas visões e ações são consistentes. 2. constantemente aderindo aos mesmos princípios, conduta, forma, etc.: um oponente consistente. 3. que aguenta firmemente; coerente.1

Como os navios mercantes, ela traz de longe as suas provisões.
Provérbios 31:14 (NVI)

Navios mercantes

Durante milênios, cidades portuárias dependeram de navios mercantes para zarpar rumo a terras distantes, com a promessa de retornar fortemente carregados com todos os tipos de mercadorias valiosas e produtos cobiçados. As economias locais contavam com a regularidade das mercadorias que não eram prontamente disponíveis nas regiões vizinhas, tais como: especiarias, tecidos, materiais naturais como madeira, ou metais preciosos como o ouro. A chegada do navio mercante no horizonte sinalizava a perspectiva de abundância, prosperidade e tempos de fartura pela frente. ​​

Antigos navios de comércio

Uma das chaves para o sucesso de qualquer empresa na marinha mercante era a consistência. Sem a confiabilidade de entrega, o comércio seria interrompido. Os proprietários das frotas eram obrigados a planejar e lidar com climas imprevisíveis, tripulantes não confiáveis ​​e uma pirataria impiedosa para atender às demandas dos clientes sem perder o ritmo. Apenas as empresas mais consistentes conquistavam a confiança dos donos de lojas e do público, solidificando assim as encomendas futuras.

Sua consistência afeta sua família

Se alguém a comparasse com “navios mercantes, trazendo comida de longe”, isso poderia não comunicar o grande elogio que é de fato. Realmente, quem quer ser comparado a um navio mercante? No entanto, a honra é grande, de fato!

Muito do que está contido na descrição de trabalho de uma esposa e mãe se enquadra na categoria de “tarefas imperceptíveis e ingratas”. Ninguém mais percebe, a menos que não seja feito. Raramente você ouvirá: “Uau, a casa está arrumada e cheirosa!”, depois que você varreu, passou pano, aspirou e limpou a casa inteira. No entanto, deixe de arrumar a casa por um ou dois dias e cada um da família vai reclamar da bagunça! Assim como os navios mercantes, somente o dono reconhece que nos bastidores vem o trabalho duro ao atender de forma consistente às necessidades, pontualmente, sempre.

Quando meus filhos eram pequenos, tomei a decisão de fazer “jantares à mesa” toda noite. À medida que iam crescendo de pré-adolescentes a adolescentes, tínhamos esses jantares juntos, sempre que seus esportes e agendas extracurriculares permitiam. Por que essa trabalheira toda? Pesquisas mostram que uma das melhores maneiras de se conectar com sua família é sentar-se à mesa e desfrutar de uma refeição juntos. É um jeito de se comunicar com seus filhos. É uma ótima oportunidade para eles verem seus pais interagindo positivamente. É uma maneira perfeita para promover discussões em grupo, ensinar um princípio ou estabelecer novas regras familiares de conduta ou expectativas. Acima de tudo, é uma maneira de verificar a influência negativa que o mundo está exercendo sobre sua família e contrabalançar isso com os preceitos e encorajamentos bíblicos.

Logo no início, meu marido e eu concordamos com a importância que a mesa de jantar teria em nossas vidas. Como professor de Educação Física, ele compreendia plenamente o valor intrínseco do treinamento consistente. Durante nossas refeições, plantávamos sementes da palavra de Deus no coração de nossos filhos. Diariamente, eles sentavam à mesa, orando conosco, praticando boas maneiras, participando de conversas abertas, permanecendo na mesa até que todos terminavam e depois ajudavam a arrumar tudo. O que acabei de descrever não aconteceu da noite para o dia. Cada nova fase em seu desenvolvimento exigia rever as expectativas e explicar as razões por trás da nossa necessidade de passar tempo juntos em família. Nossa consistência venceu. Meu marido e eu encaramos os anos da pré-adolescência e de alguma forma sobrevivemos à adolescência. Para os nossos filhos agora adultos, reunir em torno da mesa de jantar é o que parece normal para eles.

Estabeleça bons hábitos enquanto seus filhos esteja pequenos. Eles crescerão muito rápidamente!

Como “o navio mercante” da família, eu decidi manter a mesa arrumada, variar o cardápio e servir as refeições na hora certa, fazendo valer a pena a volta para casa. Isso exige determinação, especialmente se você trabalha fora. Meu marido começou a compartilhar essa responsabilidade e muitas noites nós cozinhamos juntos. Era um bônus extra e inesperado, tempo juntos na cozinha, recapitulando nosso dia enquanto descascávamos e cortávamos os alimentos. Agora que nossos filhos estão crescidos, a labuta por trás dessa decisão principal desaparece e as memórias de nós, juntos em torno da mesa, permanecem.

Houve exceções à regra? Sim, claro. Mas é assim que deve ser. Não comer juntos é a exceção e não o contrário. Pergunte a si mesma: Você caiu em rotinas preguiçosas ou menos eficazes com sua família? A mesa de jantar se tornou uma escrivaninha para correspondências, bagunça ou poeira pelo desuso? Seus filhos perguntam se é uma ocasião especial se você decidir colocar a mesa porque eles não estão acostumados a olhar para os rostos da família enquanto comem ao invés de olharem para a TV ou iPads?

A hora da refeição é muito mais do que simplesmente satisfazer a necessidade biológica para o sustento. Representa uma oportunidade para se ter comunhão, conectar e comunicar. Não é por acaso que uma das cenas mais conhecidas do Novo Testamento ocorreu em torno de uma mesa. Nos três anos que Jesus passou com seus discípulos, imagino que ele partiu o pão diariamente com eles. Toda vez que eles comiam juntos, ele tinha outra chance de conhecê-los e ser conhecido por eles. Eles viam seu exemplo, ouviam suas palavras e sentiam sua presença. A Santa Ceia foi um evento costumeiro, de “família” para os discípulos, embora eles só viessem a entender seu profundo significado muito depois. E como eles valorizariam esses momentos depois que Jesus os deixou para se juntar ao Pai!

A Santa Ceia pelo pinto frances Bouveret

Sua consistência afeta sua justiça  O rei Davi do Antigo Testamento, um antepassado da linhagem terrena de Jesus, foi descrito como “um homem segundo o coração de Deus” (1 Samuel 13:13-14), ou seja, que Deus podia confiar que Davi desejava o que Ele desejava. Que atributo incrível! Que descrição maravilhosa de alguém que amava a Deus e queria servi-Lo! No entanto, a vida de Davi foi caracterizada por altos e baixos espirituais. Sua queda mais infame foi seu relacionamento de adultério com uma mulher casada, que resultou no nascimento de um filho ilegítimo e consequentemente o assassinato do marido de Bate-Seba, Urias. (Pintura de David e Batseba) Ao profeta Natã foi dada a terrível tarefa de confrontar o rei Davi e chamá-lo ao arrependimento. Felizmente, para Nathan, depois que ele contou uma parábola condenatória, Davi caiu em si e reconheceu seu pecado diante de Deus e do profeta, mas não sem conseqüência. Seu filho recém-nascido adoeceu logo e, em uma semana, faleceu. Foi assim que Davi percebeu a completa extensão do seu pecado em seu mais profundo ser, o que inspirou o Salmo 51.

O Profeta Natã confronta Rei Daví sobre o adultério que ele cometiu.

Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável11Não me expulses da tua presença,    nem tires de mim o teu Santo Espírito. 12Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer.       – Salmos 51:10-12 (NVI)

A palavra estável, no sentido de estar fixo em uma direção; firme em propósito; inabalável ou resoluto,  você encontrará na Bíblia mais facilmente do que a palavra consistente. Também significa fiel ou confiável. Destaca-se no salmo de Davi quando ele é atormentado pela culpa e tristeza depois de reconhecer sua iniqüidade e a perda de seu filho. Ele pede a Deus que renove um espírito firme dentro dele. Talvez Davi tenha reconhecido que sua falha em obedecer aos mandamentos do Senhor resultava de sua inconsistência.

Na primavera, época em que os reis saíam para a guerra, Davi enviou para a batalha Joabe   com seus oficiais e todo o exército de Israel; e eles derrotaram os amonitas e cercaram Rabá. Mas Davi permaneceu em Jerusalém2Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu   uma mulher muito bonita tomando banho, 3e mandou alguém procurar saber quem era ela. Disseram-lhe: “É Bate-Seba, filha de Eliã e  mulher de Urias, o hitita.                                                  – 2 Samuel 11:1-3 (NVI)

Davi baixou a guarda. Ao invés de fazer o que um rei deveria estar fazendo, ele enviou outra pessoa em seu lugar e ficou no palácio, sem fazer nada. Talvez o velho ditado: “Uma mente vazia é a oficina do diabo” tenha surgido desta situação. Fazer de maneira consistente o que sabemos ser o certo, pode seguramente nos proteger da tentação.

Sua consistência afeta sua maturidade

Eu oro para ser como o oceano, com correntes suaves, talvez ondas, às vezes. Mais e mais, quero a consistência, em vez de altos e baixos.2 – Drew Barrymore, Atriz/Produtora/Diretora

Drew Barrymore

Normalmente eu pesquiso sobre as vidas das pessoas que cito no meu blog. Por quê? Para entender melhor as circunstâncias e significados mais profundos de suas citações. Eu preciso compreender quem, o quê, porque e como as palavras dessas pessoas famosas são consideradas dignas de citação. Descobrir acontecimentos significativos na vida de Drew Barrymore me levou a uma maior apreciação da citação acima. Abaixo segue uma breve descrição de alguns de seus altos e baixos:

Drew Blythe Barrymore (nascida em 22 de fevereiro de 1975) é uma atriz, escritora, diretora, modelo e produtora americana. Ela é membro da família Barrymore de atores americanos de teatro e cinema e neta do ator John Barrymore. Começou como atriz mirim na televisão, logo fez a transição para longa-metragens, incluindo seu maior sucesso de bilheteria, o E.T. o Extra-Terrestre (1982). Após uma infância altamente exposta na mídia e turbulenta, marcada por uso de drogas e álcool com dois períodos de reabilitação, ela lançou sua autobiografia, Pequena Garota Perdida (1991). Barrymore apareceu em uma série de filmes de sucesso e em 1995, ela e Nancy Juvonen formaram juntas uma produtora, a Flower Films. Suas madrinhas são a viúva de Lee Strasberg, Anna Strasberg, um relacionamento sobre o qual ela escreveu  “tornou-se muito importante para mim quando criança porque ela era tão gentil e carinhosa”, e a atriz Sophia Loren. Seu padrinho é o diretor Steven Spielberg.

No início de seu estrelato repentino, Barrymore enfrentou uma infância notadamente conturbada. Já era frequentadora da badalada discoteca de NY Studio 54 quando jovem, fumou cigarro aos nove anos, usou álcool aos onze anos, fumou maconha aos doze anos e cheirava cocaína aos treze anos. Sua vida noturna e frequentes baladas tornaram um assunto popular na mídia. Ela esteve em tratamento de reabilitação aos quatorze anos e passou dezoito meses em uma instituição para doentes mentais. Uma tentativa de suicídio, também aos 14 anos, a levou de volta ao tratamento de reabilitação, seguido por uma estadia de três meses com o cantor David Crosby (do grupo de rock Crosby, Stills, Nash & Young) e sua esposa. A estadia foi antecipada, disse Crosby, porque ela “precisava estar perto de algumas pessoas comprometidas com a sobriedade”. Barrymore mais tarde descreveu este período de sua vida em sua autobiografia, Pequena Garota Perdida. Após uma petição judicial junto ao Tribunal para Menores favorável à emancipação, ela se mudou para seu próprio apartamento aos quinze anos de idade.

Barrymore passou a estrelar inúmeros filmes, alguns dos quais foram sucessos de bilheteria e alguns com menos aclamação da crítica. Ela ganhou um prêmio de Criança Estrela  “Realização ao longo da vida” da Fudação do Jovem Artista, e tem uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Ela ganhou um prêmio da Associação de Atores de Cinema (Screen Actors Guild Award) e um Prêmio Globo de Ouro por sua atuação em Jardins Cinzentos (2009). Os filmes de Barrymore compilam uma bilheteria mundial de mais de US$2,3 bilhões.3

Todos os atores sonham com experiências do topo da montanha (os altos) de sua profissão; fama, fortuna e glória. Imagino que ninguém deseje estar lá embaixo; sendo deixado de lado, estrelando em fracassos e adquirindo vícios. Então, é possível ter os altos sem os baixos? Pode haver montanhas sem vales? Creio que não. Para alguns, as palavras de Barrymore podem parecer seguras e sem ambição. No entanto, após um exame mais atento de sua vida, percebo a experiência, maturidade e sensatez em sua citação. Ao buscar alcançar os “altos” na vida, talvez alguns “baixos” não podem ser evitados. No entanto, levar uma vida consistente pode até acalmar as ondas, ficando mais fácil lidar com a viagem.

A consistência afeta os conceitos básicos do cristianismo

Não se pode negar, a consistência é uma daquelas características que permeiam todas as outras. É como excelência ou paixão. Ela acaba sendo aplicada a todos os aspectos da vida de uma pessoa e se torna sua marca registrada. Seja em pontualidade, um comportamento agradável, uma forte ética de trabalho, uma incrível vida de oração ou um relacionamento profundo com Deus, etc., a consistência é a pedra angular daqueles que continuamente vêem progresso em suas vidas.

Consistência, madame, é o primeiro dos deveres cristãos.4                        – Charlotte Bronte, escritora

Tal como acontece com as decisões de Ano Novo, grandiosas ambições ou declarações inspiradoras podem desaparecer com o passar do tempo. Se você está sentindo que sua consistência precisa de uma revisão, minha sugestão é que você comece devagar e firme em qualquer resolução ou decisão que tomar. Pequenas porções de progresso são muito melhores do que nenhuma. Medidas crescentes de esforço e dedicação ao longo do tempo são mais saudáveis ​​do que uma explosão de energia que morre rapidamente.

O grande desafio, a religião de qualquer restaurante é a consistência. A comida tem que ser a mesma sempre. Tem que ser tão boa (como da última vez). Isso requer vigilância eterna.5        – Anthony Bourdain, Chef / Autor / Apresentador de TV

Os melhores restaurantes podem se orgulhar da longevidade por causa da consistência. Seus clientes sabem que não ficarão decepcionados, por isso voltam de novo, sempre.

Como uma jovem cristã, eu estava mais propensa a ser guiada por minhas emoções do que pela Palavra de Deus. Você pode facilmente imaginar os problemas que poderiam surgir por causa disso! O que aconteceria se eu não sentisse vontade de ler minha Bíblia, compartilhar minha fé, encontrar-me com outros discípulos ou manter meu compromisso com Deus?

Uma amiga me ajudou a ver e entender que sentimentos, emoções e até mesmo circunstâncias mudam constantemente. A Palavra de Deus continua a mesma. Firme. Houve muitas situações em que eu precisei simplesmente decidir ser consistente com Deus, na esperança que os sentimentos iriam acompanhar. Na maioria das vezes, os sentimentos corretos seguiam as atitudes de obediência. Agora, trinta e quatro anos depois, esse bom conselho ainda me ajuda a ser consistente.


Leslie De Morais

Em 2018, meu lema pessoal do ano é “Transformando fraquezas em forças”. O céu é o limite! Tudo na minha vida e caráter está aberto para melhorias. Aqui está o plano:

Decida sobre o que mais quero / preciso mudar: 1) Ore, medite, busque informação / inspiração / motivação, 2)  Dê passos práticos e trace metas alcançáveis, 3) Reflita, recomece, alegre-se no processo e no progresso, grande ou pequeno .

Espero que você se junte a mim! Deixe comentários e diga-me em que você planeja crescer.  _____________________________________________________________

Notas de rodapé:

1 Dictionary.com

2 www.brainyquote.com

3 https://en.wikipedia.org/wiki/Drew_Barrymore

4 www.brainyquote.com

5 Documentário, Jeremiah Tower: O último magnífico

6 https://www.google.com.br